Pela primeira vez aberta ao público em geral, a Coppe/UFRJ promove, no próximo dia 22 de junho, às 15 horas, uma visita virtual ao Atlas, o experimento que teve um importante papel na descoberta do bóson de Higgs - a chamada "partícula de Deus". Instalado no Cern, o maior laboratório de física de partículas do mundo, o Atlas foi concebido e desenvolvido com a contribuição de pesquisadores brasileiros, entre eles pesquisadores da Coppe, parceira do Cern desde 1988.

A partir das 14 horas, o Espaço Coppe disponibilizará ao público o nicho 8 da exposição Exploradores do Conhecimento, onde os visitantes poderão assistir a um vídeo da Nasa sobre o Big Bang e simular um choque de prótons em um protótipo do Atlas.

Flyer Face e Coppe

Saiba mais no Planeta Coppe Notícias: https://goo.gl/44BKdg

richard stephanA TV Juliano Moreira está disponibilizando um novo vídeo a partir de hoje. Trata-se da entrevista concedida pelo Professor Titular Richard Magdalena Stephan, professor do curso de Engenharia elétrica UFRJ/COPPE. Nesta entrevista, o pesquisador aborda temas como levitação magnética, ímã e supercondutores, ciência e tecnologia, engenharia de produção, industrialização etc...

 

Assista a entrevista no canal da TV Juliano Moreira

O diretor da Coppe/UFRJ, professor Edson Watanabe, recebeu em 22 de fevereiro de 2017, o Diploma de Honra ao Mérito, concedido pelo Consulado-Geral do Japão. O professor recebeu a condecoração junto com Joel Conceição Bressa da Cunha, da Sociedade Brasileira de Pediatria, pela contribuição ao desenvolvimento da relação nipo-brasileira, sobretudo no intercâmbio de bolsistas enviados ao Japão. Watanabe e Joel são os primeiros ex-bolsistas contemplados com a homenagem.

Nissei, o professor Watanabe cursou seu doutorado em Engenharia Elétrica pelo Tokyo Institute of Technology, concluído em 1981, mesmo ano em que ingressou na Coppe. O cônsul-geral Tsuyoshi Yamamoto destacou, por meio da Assessoria Cultural do Consulado, que o engajamento e a solicitude do professor contribuíram para um aumento no interesse de alunos da UFRJ pelo intercâmbio nas universidades japonesas.

"Sua pesquisa, estudo e carreira acadêmica reconhecida internacionalmente, elevou a reputação dos bolsistas do Rio de Janeiro. Sua ligação com o Japão sempre foi muito forte e ficamos orgulhosos de poder contar com sua experiência técnica e também com sua consideração a todos os bolsistas selecionados para viagem ao Japão. Seu trabalho de bastidores é admirável. Ele dá apoio moral fundamental para que o candidato se sinta confortável,especialmente nesse momento em que deixa sua casa no Brasil para esta experiência enriquecedora no Japão. Participou durante anos na seleção de Bolsa de Pesquisa, com imparcialidade e seriedade, contribuindo para a escolha de excelentes futuros bolsistas", reconheceu Yamamoto.

A cerimônia se realizou na residência do cônsul, e contou com a presença de sete novos bolsistas selecionados para estudarem no Japão, um deles, Guilherme Cavalcante Rubio, aluno de mestrado em Engenharia Elétrica na Coppe.

Compreender a origem do universo. Foi com esse espírito que mais de 40 alunos do Ensino Médio do Cefet de Nova Iguaçu ‘embarcaram’ na Coppe/UFRJ, dia 25 de maio, para participar de uma visita virtual ao Atlas, experimento instalado no maior laboratório de física de partículas do mundo: o Cern (Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear). Acompanhados da professora de Física, Marta Máximo, os alunos do 2º ano do Ensino Médio dos cursos de Telecomunicações e de Automação Industrial, literalmente viajaram pelo universo das partículas invisíveis: quarks, léptons, bósons, múons...

 

Os alunos foram recebidos no Espaço Coppe Miguel de Simoni pelo professor Seixas, da Coppe, e pela professora Márcia Begalli, do Instituto de Física da Uerj. A visita começa na exposição Exploradores do Conhecimento, no nicho "A recriação do começo dos tempos", que conta a história da longa colaboração da Coppe com o Cern.

Seixas e Márcia fizeram uma breve apresentação sobre o Cern, laboratório europeu, que dispõe do maior acelerador de partículas do mundo, o LHC (Large Hadron Collider), na fronteira franco-suíça, e conjuntos de detectores de partículas, dentre os quais, o Atlas (com 22 metros de altura, 44 metros de comprimento e 7 mil toneladas, é o maior). A apresentação contou com os vídeos didáticos sobre aceleração de partículas, choque de prótons e o Big Bang, fenômeno aceito como a mais provável causa da origem do universo, disponibilizados neste nicho da exposição permanente do Espaço Coppe.

Em seguida, os alunos do Cefet foram conduzidos ao auditório da Coppe, onde conversaram, por videoconferência, com o pesquisador Denis Damásio, no Atlas Visitor Center. Doutor em Engenharia Elétrica formado pela Coppe, Damásio é pesquisador no Laboratório Nacional de Brookhaven (EUA) e está lotado no Cern, desde 2005.

 

 

Saiba mais em http://www.coppe.ufrj.br/pt-br/node/3965

 

 

Subcategorias


Topo