O Programa de Engenharia Elétrica (PEE) da Coppe/UFRJ celebrou seus 50 anos na última sexta-feira, 9 de dezembro, com um workshop em que decanos do Programa relembraram episódios marcantes dessas cinco décadas e discorreram sobre projetos inovadores desenvolvidos em seus laboratórios.

A excelência acadêmica do PEE foi apresentada em números pelo coordenador do Programa, professor Luís Henrique Maciel Kosmalski Costa, que destacou a qualidade do corpo docente. Dos 47 professores do quadro permanente - além dos cinco colaboradores-, 31 docentes têm bolsas de produtividade em pesquisa (PQ) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq): 20 deles com nível 1, oito com nível 1A e um pesquisador sênior. Além disso, o Programa conta com dois professores eméritos da UFRJ, dois membros da Academia Brasileira de Ciências, três fellows do Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos (IEEE), 11 Cientistas do Nosso Estado, pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), e cinco membros da Ordem Nacional do Mérito Científico.

O professor Luiz Henrique destacou ainda que, atualmente, docentes do Programa dirigem a Coppe (Edson Watanabe), a Escola Politécnica (João Carlos Basílio) e o Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social - Nides (Walter Suemitsu).

A história do Programa, no qual já foram defendidas 345 teses de doutorado e 1.227 dissertações de mestrado, foi contada pelos professores Luiz Calôba, Djalma Falcão e Edson Watanabe, que relembraram suas próprias trajetórias acadêmicas e destacaram a atuação de colegas como Amit Bhaya, Afonso Celso, Eugenius Kaskurewicz, Carlos Portela e Sandoval Carneiro.

"Temos no Programa diversos professores que vão além de ensinar. Eles qualificam engenheiros que vão ser capazes de caminhar por conta própria. Talvez nem se deem conta de quão bons são em formar recursos humanos", elogia Watanabe. "A gente tira o sangue dos alunos. Não mata, mas esfola. O bom professor tira o sangue dos alunos e eles saem felizes", brinca o diretor da Coppe.

Mestres e doutores nos quadros do setor elétrico brasileiro

Nelson Martins, assistente da diretoria geral do Centro de Pesquisa da Eletrobras, o Cepel, enalteceu a longa parceria mantida entre a Eletrobras, o Cepel e a Coppe. "A decisão do então ministro Dias Leite de manter o Cepel na Ilha do Fundão foi importantíssima. Essa proximidade com a Coppe foi fundamental para a formação dos nossos quadros", afirma. Segundo Nelson, de 1976 até hoje a Coppe formou 200 mestres e 100 doutores com bolsas do Cepel. Os professores Edson Watanabe e Djalma Falcão foram os docentes que mais orientaram pesquisadores do Cepel. Watanabe orientou 15 mestres e oito doutores, e Djalma orientou 16 mestres e seis doutores. "O professor Portela orientou praticamente toda a área de alta energia e alta tensão do Cepel", ressaltou.

Na parte da tarde, o evento - organizado pelos professores Luiz Henrique Costa e José Gabriel Gomes - foi dedicado a palestras que abordaram a constituição de linhas de pesquisa que resultaram em tecnologias inovadoras e produtos colocados a serviço da sociedade. O professor Liu Hsu discorreu sobre a aplicação prática do conhecimento em controle, automação e robótica, que culminou nos três robôs criados pela Coppe: Luma, Dóris e Diane.

O professor Richard Stephan, por sua vez, abordou a trajetória das pesquisas por ele coordenadas no Laboratório de Aplicações de Supercondutores (Lasup), as quais resultaram no desenvolvimento do Maglev-Cobra, o trem de levitação magnética da Coppe, que é o mais avançado projeto no mundo a utilizar a supercondutividade voltada para o transporte.

O diretor da Coppe/UFRJ, professor Edson Watanabe, receberá o título de Fellow do Institute of Electrical and Electronic Engineers (IEEE).  Criado em 1884, o IEEE é uma sociedade internacional que reúne cerca de 400 mil integrantes das áreas de engenharia elétrica, eletrônica, computação e telecomunicações, que atuam em cerca de 160 países. Mediante uma rigorosa avaliação, o IEEE concede anualmente o título de Fellow a não mais que 0,1% de seus associados.


Membro do corpo docente do Programa de Engenharia Elétrica (PEE) da Coppe, o professor Watanabe ingressará, a partir de janeiro de 2017, neste seleto grupo do qual já fazem parte os professores da Coppe Djalma Falcão, Paulo Sérgio Diniz e Sandoval Carneiro Jr. Também era membro Fellow do IEEE o professor Carlos Portela, falecido em 2010.

Sobre o professor

Professor Titular da UFRJ e diretor da Coppe desde setembro de 2015, Edson Watanabe é mestre em Engenharia Elétrica pela Coppe (1976) e doutor em Engenharia Elétrica pelo Tokyo Institute of Technology, Japão (1981).

Pesquisador nível 1A do CNPq, foi agraciado com a Ordem Nacional do Mérito Científico, no Grau de Comendador, em 2005, com o Nari Hingorani IEEE PES FACTS Award, em 2013, e recebeu o Prêmio João Chrisóstomo Cardoso, do Instituto de Química da UFRJ, em 2002. É Cientista do Nosso Estado da Faperj.

Ingressou no Programa de Engenharia Elétrica da Coppe em 1981, onde foi coordenador, de 1983 a 1985.  Foi membro do CEPG, de 1993 a 2001, assessor da Pró-Reitoria de Pós-graduação e Pesquisa da UFRJ, de 1995 a 2004. Na Coppe foi vice-diretor, de 2013 a 2015, e diretor de Assuntos Acadêmicos, de 2007 a 2013. Até o momento, orientou 51 dissertações de mestrado e 23 teses de doutorado, possui 212 trabalhos publicados em congressos científicos e 56 artigos em periódicos e é autor de 4 livros e de 3 capítulos em livros publicados no Brasil e no exterior.

O professor do Programa de Engenharia Elétrica da Coppe/UFRJ, Richard Magdalena Stephan, será um dos agraciados com o Diploma do Mérito do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro (Crea-RJ), na próxima segunda-feira, dia 5 de dezembro, em comemoração ao Dia do Engenheiro (11 de dezembro). A solenidade acontecerá no plenário do Crea-RJ, na Rua Buenos Aires, nº 40, no 4º andar.


Instituído em junho de 2010, a premiação homenageia pessoas físicas e jurídicas que tenham prestado relevantes serviços ao Sistema Confea/Crea, à engenharia, à arquitetura e à agronomia, em suas diversas modalidades, no estado do Rio de Janeiro. Além do professor Richard, receberão o Diploma do Mérito os engenheiros Arlindo Cardarett Vianna, Carlos Henrique Paiva Soqueira, Jaime Rotstein, Marco Paulo Rabello;  os geógrafos Mauro Sérgio Fernandes Argento e Dieter Carl Ernst Muehe, entre outros.

Saiba mais no site:  http://www.clubedeengenharia.org.br

Subcategorias


Topo